TransAgro

A caridade está mais cara

Tanta comida é jogada pra fora
Ou porquê vence ou porquê sobra
Tanta gente tá pedindo esmola
Sem teto vale menos que uma bola

Sobre viver, sobre viventes

Já estamos sem educação
Tomaram a nossa união
Servindo aos ricos
Não nos damos as mãos

Terra sente falta com razão

Pobre de nós pobres
Comendo agrotóxicos
Todo dia transgênicos
Na ração que satisfaz
E judia a refeição

Cuide-se como puder

Viver é top
Morrer tá pop!

ftp

Texto: diego rbor
Arte Visual: ® f.t.p.

Dê Pressão!

Babilônia nata
Babilônia mata

Paga carro pra sobreviver
Paga caro pra morrer

Esse povo é top:

Quanto custa cada quadrado?
Quanto peso tem seu concreto?

Não posso plantar a erva
em meu terreno
Porque o bico sujo dedura
o mato que me cura

O mato cura! Continue lendo “Dê Pressão!”

amor em SP

Certa madrugada há alguns anos, ´passando pelo minhocão, atravessando o brega-runner de edifícios paredão…´ entre amigos, brisas, risos e o som dessa megalópole ruindo ao fundo dos nossos ouvidos, me deparei com a mensagem de um estêncil colado num dos postes de energia elétrica, na qual continha a seguinte frase: Passaria uma vida

E achei sensacional! Nunca mais ela saiu da minha cabeça. Desde então, vez ou outra me pego indagando-me: “Como algumas pessoas conseguem ficar juntas por tanto tempo?”- Vejo pelos meus avós maternos, que viveram felizes e para sempre durante os 57 anos juntos! São sortudos!!?

O centro e suas surpresas!

Aproveito para saudar grandes figuras que eu conheci naquele percurso, quando eu saia da faculdade e perambulada pelo minhocão até o acesso da Marechal Deodoro e lá eu trombava amigos e seguíamos até a pça. Roosevelt  curtir a vida noturna marcada pelas pichações e enquadros!

 

diego rbor