O Primeiro Livro Que Me Levou

O primeiro livro que me levou foi O Pequeno Príncipe. Quando criança peguei emprestado na biblioteca pública municipal Erico Verissimo e demorou muito para eu devolver. Tomei multas por isso, mas naquela ocasião eu não me importava, só queria ‘ler’. De tanto andar com o livro a capa detonou e então o ‘ganhei’ de presente.

Eu não sabia ler muito bem… lia com dificuldades e sozinho. Cada letra juntada, palavra lida e frase interpretada causava-me fascínio, junto as imagens daquele pequenino grande pensador, que viveu no Asteroide B-612 com a sua amiga rosa, seus vulcões, conflitos e acontecimentos incríveis…
Queria ir viver com ele naquele lugar!
Sentia-me como os cabelos de ouro; conversava com as plantas num universo próprio, criava coisas através da minha imaginação peculiar. Não via graça nos adultos, nas suas limitações.

Sabe, sepá, até hoje eu vivo assim.

Agradeço de corpo e alma a conexão com Antoine de Saint-Exupéry, por ter escrito esta obra magnífica durante um período tão difícil e doloroso pro mundo. Creio no poder da literatura e salvo em mim mestres mundiais que abriram corações e consciências. Ler é libertador!

86459009_248716532791356_1787964743244316672_nCrisCosta
Diego Rbor na biblioteca Erico Verissimo, 2020. Foto: Cris Costa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s