Sem Teto: Mulambe Coragem!

Num sol de 34º na fervente São Paulo,
Passando de ônibus na ponte Mutinga,
Da janela observo, logo ali na calçada,
Alguém que dorme totalmente cobertx,
Na única sombra que uma árvore faz;

Pedestres desviam ligeiramente do corpo,
Olhares que duram menos de dois segundos..

Quem dorme parece não querer se despertar;
E os acordados ainda vivem no pesadelo

.

.

Choro de canto, tentando disfarçar;

Um senhor, ao lado, me abre esperança:

“Tudo bem, moço, uma hora isso muda…”;

 

Mas eu, mudo, só me restou a escrita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s