VIDÁrvore

Na janela da minha infância
Lá, permanece a árvore,
Em seu devido lugar, balança
Por todas as direções
Ao sentir o vento brincar
Voando entre as estações

Daqui deste meu ponto de vista,
Depois da árvore resiste um ponto
De ônibus triste onde
Transeuntes respiram mas não se falam
Mal se olham humanos
Observam o asfalto, os transportes, o relógio, ou seja,
O que não é vida..

E a árvore, também resiste!
Feliz
Observando tudo
Viva o seu ar

.

diego rbor ® 2019 Todos os direitos reservados © A ARTE LIBERTA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s