Memória Viva Guarani

Todo brasileiro que preza pela nossa pátria amada deve dar atenção e amor aos indígenas. Eles são os povos mais antigos daqui. Resistem até hoje mesmo diante de tanto preconceito, no meio do capitalismo degolando universos e digitais.

Eu amo a minha cultura periférica, próxima de matas e aldeias.

Sou um dos poucos que lutam pela raiz da minha história. As favelas foram tomadas pelo poder e hoje muitos estão perdidos e sem sonhos. Ao ouvir esta obra de Ñande Reko Arandu, sinto a luz me preenchendo a alma.

Desejo que seja um combustível para você também…

 

D.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s