Dêgo (Para minha avó)

Minha amada avó, hoje é sábado, dia de paz no meu universo. Como a senhora bem sabe, sábados me lembram você. Porque a minha infância quase toda foi assim: acordar cedinho para passar o fim de semana ao teu lado e do vô. Dona Vanda tornou nosso encontro tão natural que é cultural para mim: netos mais próximos de suas avós e de seus avôs.

Hoje em dia, mesmo já feito quatro anos que a senhora partiu desta vida, sinto tua leve presença fortemente aos sábados; e aí acordo, faço a oração, organizo o quarto e curto o  Shabbat Shalom inteiro… Acredito que a senhora tenha virado um anjo de Luz que me protege toda semana, mas me visita aos sábados, como eu fazia com você e com o Nêgo.

Saudade é uma presença forte.
Obrigado pela companhia.

Um chêro do teu Dêgo.

 

04BlEMzp

Diego Rbor ® 2018 Todos os direitos reservados © A ARTE LIBERTA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s