A naturalidade das coisas

Todo ano tem fevereiro
Por isso sem desespero!
O importante é ser luz
Valorizar as glórias naturais
~A naturalidade das coisas~
::Quando menos se espera o amor chega
::Quanto mais cê se liberta o amor fica

No pico alto soberano da megalópole
Eu e meu amor observando a dor desta capital que nos engole
…Milhares de pés acima
Noto o quão pequenino sou
Ao mesmo tempo grande
Pois não perdi o andor!
Mas meu sabor
O ar do valor é conhecedor
(E nisto não há sorte ou pavor. Não há preço nem favor).

🙏

Diego Rbor

sem groselha picuinha A ARTE LIBERTA! original marginal ® 2017 Todos os direitos reservados ©

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s